15 fatos curiosos sobre a Fender Stratocaster

15 fatos curiosos sobre a Fender Stratocaster
Postado em: Notícias
Por Guitarshop
Mais deste autor

15 fatos curiosos sobre a Fender Stratocaster

A primeira Stratocaster da marca foi lançada em 1954 e foi desenvolvida em conjunto por Leo Fender, George Fullerton e Freddie Tavares em estreita colaboração com alguns guitarristas, como Bill Carson. Esta foi a primeira guitarra elétrica com três captadores e com corpo contornado, que graças aos seus recortes arredondados passou a se adaptar melhor ao corpo do músico. Confira abaixo alguns fatos curiosos sobre a Strato!

1. Não foi Leo Fender quem inventou o nome da guitarra

Em 1952, a lendária empresa do fabricante de instrumentos Leo Fender já havia desenvolvido a guitarra Telecaster e o baixo Precision (que foi inspirado por uma banda de mariachi que ele viu certa vez). Sua próxima guitarra de corpo sólido já estava sendo fabricada há alguns anos quando, no início de 1953, Don Randall (o grande marqueteiro da Fender) a batizou de Stratocaster. Randall era piloto e fã da aviação, por isso pensou em um nome que fosse como uma homenagem à tecnologia aeronáutica.

2. As novidades da Fender na Strato incluíram as configurações de captadores e ponte

A Stratocaster não se resumia apenas a melhorias de design, o novo modelo ostentava vários outros recursos importantes que seu antecessor, a Telecaster, não tinha. Ela vinha com três captadores (a Telecaster tinha apenas dois) e apresentava uma ponte com uma alavanca de vibrato que mudava o tom e dobrava as cordas, um diferencial de vendas em um dos primeiros anúncios impressos da Fender.

3. Erro no preço estratégico de lançamento

A Strato não foi inicialmente um best-seller, já que foram vendidas somente um total de 720 guitarras nos primeiros dois anos, no valor de $ 249,50 para o modelo com sistema tremolo (alavanca) e $ 229,50 para o modelo sem. Não era uma compra acessível em meados da década de 1950 nos EUA, vendo como a renda média mensal era inferior a US $ 300.

4. A primeira strato com um número de série

David Gilmour é o feliz proprietário da Strato com o número de série 0001, mas esta não é a primeira guitarra fabricada pela Fender. A primeira Stratocaster é intitulada “0100” e foi produzida em abril de 1954, de acordo com o especialista em instrumentos vintage George Gruhn. Claro, havia alguns protótipos antes, mas este modelo é o primeiro com um número de série. Confira no vídeo a apresentação do instrumento.

5. As Stratocaster mais caras até hoje

Para as guitarras Stratocasters da década de 1950, seus colecionadores oferecem somas inimagináveis. Mas quando guitarras de guitarristas conhecidos são leiloadas, os preços podem ser também bastante especiais. Aqui estão os 3 modelos mais caros leiloados até hoje: a triplo "Blackie" de Eric Clapton (U$ 959.500 dólares), Jimi Hendrix White Strato de Woodstock (U$ 2 milhões de dólares) e a Strato vendida pela "Reach Out To Asia" repleta de assinaturas de muitos ídolos da guitarra (U$ 2,7 milhões de dólares).

6. O segredo da Strat “Blackie” de Clapton

A famosa Strat "Blackie" de Eric Clapton é, na verdade, feita de uma coleção de partes de diversas outras guitarras e modelos de Strato. Em resumo, Clapton comprou algumas stratos usadas, tirou o corpo de uma modelo 1956, o braço de uma outra 1957 e os captadores de um terceiro instrumento. A Fender Custom Shop fez uma réplica exata deste instrumento, confira no vídeo.

7. Os modelos Stratocaster mais conhecidos

Nile Rodgers chamou sua Strato simplesmente de “The Hitmaker” (Criador de Sucessos), porque com este instrumento ele gravou muitos superhits, como a clássica Let’s Dance de David Bowie. Além de "Blackie" e "Brownie" de Eric Clapton, as cordas de Rory Gallagher e Stevie Ray Vaughan, bem como a Stratocaster vermelha com a qual Mark Knopfler gravou "Sultans Of Swing", desfrutam de um alto status de culto entre os fãs do modelo Strato.

8. Quando o modelo de Stratocaster se popularizou

Em 1965, Leo Fender vendeu sua empresa para o grupo CBS de comunicação, que mudou seu negócio para a produção em massa. Portanto, os modelos de 1954 a 1965 são os mais populares entre os colecionadores e guitarristas profissionais.

9. Os sons da Strato mais populares não foram planejados

Leo Fender equipou suas primeiras estratégias com um interruptor de três vias, com o qual você pode selecionar cada captador individualmente. No entanto, alguns guitarristas perceberam rapidamente que precisamente o som na posição intermediária, ajustado com a precisão da ponta dos dedos, é bastante único e produzia um som semelhante ao de um sino. E foi esse o tom que se tornou característico da Strato e contribuiu para a sua fama mundial. Desde 1977, a Fender vem instalando switches de 5 vias em suas guitarras Strato.

10. Pequenas molas para estabilizar o tremolo

Em diversos modelos de guitarra strato você pode encontrar uma pequena mola no soquete para a alavanca do tremolo. As chamadas molas tremolo são colocadas no encaixe à frente da alavanca e servem para estabilizar o braço do tremolo. É por isso que o soquete para novas guitarras também é lacrado com um adesivo redondo. Muitos guitarristas negligenciam este acessório pequeno, mas ele é muito útil na hora de tocar.

11. Um truque para melhorar as grandes molas tremolo

As grandes molas na parte de trás do sistema tremolo são propensas a vibrações quando tocadas e produzem sons de toque irritantes, especialmente quando as cordas são dedilhadas e, em seguida, interrompidas rapidamente. Um bom truque é cortar um pedaço fino de espuma e empurrá-lo sob as molas com uma chave de fenda, isso irá silenciar o barulho.

12. Nem sempre precisa ser de madeira

Os funcionários da Fender na alfândega apreenderam um projeto ambicioso que foi construído uma Stratocaster de papelão ondulado. Sim, você leu corretamente, papelão. E, de fato, essa “Papercaster” é totalmente tocável e soa surpreendentemente boa. Não acredita? Clique aqui e confira o vídeo!

13. Bob Dylan estava armado com sua Stratocaster quando "ficou elétrico"

Em 25 de julho de 1965, cinco dias depois de lançar "Like a Rolling Stone", um Bob Dylan dedilhando Stratocaster apresentou seu novo som eletrificado e sua nova canção no Newport Folk Festival para a desaprovação vocal do público. A Newport Strat de Dylan foi leiloada em 2013 por cerca de U$ 965.000 dólares.

14. Jimi Hendrix ofuscou todo mundo no Monterey International Pop Music Festival de 1967 ao colocar fogo em sua "Strat".

A banda The Jimi Hendrix Experience era relativamente desconhecida nos Estados Unidos em meados de 1967. Mas o perfil da banda aumentou depois de sua apresentação em 18 de junho de 1967 como parte do Monterey Pop Festival da Califórnia. Perto do final da apresentação do grupo, Hendrix esguichou fluido de isqueiro em sua Strato, acendeu um fósforo e jogou-o na guitarra, que depois quebrou no palco.

Mais de 50 anos depois, o gerente da gravadora de Jimi Hendrix revelou que na verdade Hendrix trocou sua Strato por uma guitarra mais barata, incendiando-a e colocando-a em leilão anos mais tarde. A Strato intacta de Hendrix que participou do festival foi vendida em leilão décadas mais tarde por U$ 237.000 dólares.

15. A linha de artistas de Stratocasters da Fender homenageia alguns dos melhores guitarristas de todos os tempos

Esta série guitarras Strato tem modelos nomeados e estilizados em homenagem a notáveis ​​guitarristas como Dick Dale, Buddy Guy, David Gilmour, Stevie Ray Vaughanm Yngwie Malmsteen, Kurt Cobain e muitos outros.

Mais de seis décadas após seu lançamento e a clássica guitarra Fender Stratocaster ainda continua sendo uma das guitarras elétricas mais icônicas do rock 'n' roll. Roooooock!

20 de outubro de 2021
Comentários